Notícias

Relacionamento e comunicação são a alma do negócio familiar

publicado em 01 de abril de 2022

TR7_4889

Para uma empresa familiar dar certo, é preciso separar o papel de cada um e criar estruturas de paz, afirma família Nishimura, do grupo Jacto

Ter uma empresa já é difícil, imagina ter uma empresa com a família junto. Muitas vezes o negócio quebra e não se sabe o porquê. O assunto foi tema da palestra “Empresa familiar forte com família forte” realizada por Jiro e Alessandra Nishimura, do grupo Jacto.

Jiro e Alessandra são pai e filha e representantes da segunda e terceira gerações da família proprietária do Grupo Jacto, holding que congrega seis empresas de diferentes segmentos, inclusive agrícola. A palestra encerrou o ciclo de apresentações de cases e debates da Parecis SuperAgro nesta sexta-feira, 1º de abril, em Campo Novo do Parecis.

De acordo com Alessandra, que é membro do conselho do Grupo Jacto e atua na governança familiar, o relacionamento e a comunicação são fundamentais para que uma empresa familiar vá para a frente. Segundo ela, estabelecer regras, limites e acordos também são essenciais.

“Uma coisa importante que aprendemos em nossa caminhada foi a criação de uma estrutura de paz. Quando você tem ela tudo caminha mais fácil. Dentro dela, você terá o acordo de acionistas, apoio para questão emocional e espiritual, e governanças, além de estímulo para um bom relacionamento e uma boa comunicação”, diz Alessandra.

Em meio a uma plateia de produtores, empresários e futuros sucessores, Alessandra destacou ainda que é preciso também aprender a separar e analisar qual é o papel de cada pessoa. “Isso é importante, pois as coisas podem se complicar cada vez mais se não houver separação”.

Documento sem título