2ª edição – 2009

DESTAQUE PARA VENDA DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS

Consolidação. Esta é a palavra correta para definir a Parecis SuperAgro 2009. Isto é, a região de Campo Novo do Parecis (e Mato Grosso) já podia falar que possuía uma Feira Tecnológica com perfil adequado à demanda do segmento do agronegócio.

Prova de que a Parecis SuperAgro 2009 se tornou referência foi o anúncio feito pelo então governador Blairo Maggi de asfaltamento da BR-235 – durante o evento — na reserva indígena sentido ao município de Sapezal.

A benfeitoria colocou definitivamente Campo Novo do Parecis como um dos mais importantes entroncamentos rodoviários nacionais. Assim, o município, um dos maiores produtores de grãos do Brasil, consolida-se também como pólo regional em economia, educação e tecnologia.

E a Parecis SuperAgro passou a atuar como uma das âncoras que alavanca e inclui a região do Parecis no cenário nacional e internacional.

PANORAMA 2009 | Afinal, num raio de 200 km ao entorno de Campo Novo do Parecis existiam mais de 1,5 milhão de hectare plantada na primeira safra; e o mesmo volume na segunda safra.

Assim, a Parecis SuperAgro passou por 2009 com estrutura ampliada (a empresa montadora foi a Laux Brasil). E os números subiram em todas as situações.

As empresas participantes passaram de 47 para 75 e o público superou em mais de 50% os visitantes da primeira edição. Cerca de R$ 32 milhões em vendas foram realizadas, com destaque para máquinas e equipamentos.

A presença de personalidades distintas como o governador Blairo Maggi, o ex-ministro Francisco Turra, o deputado federal Homero Pereira, o presidente da Famato Rui Prado, entre outras, acresceram ainda mais o evento.

DADOS | Parecis SuperAgro 2009 – 2ª edição

Data: 16 e 18 de abril de 2009
Realização: Sindicato Rural de Campo Novo do Parecis | Presidente: Odenir Ortolan
Apoiadores: Prefeitura Municipal de Campo Novo do Parecis, Senar, Famato, Aprosoja, Fundação Mato Grosso.
Expositores: 75 empresas participantes
Número de Visitantes: 4.000
Negócios: R$ 32 milhões
Coordenadores-gerais: Odenir Ortolan e Antônio de la Bandeira

 

Documento sem título