Notícias

Especialista aponta que sucessão e governança são chaves para longevidade de empresas familiares

publicado em 12 de abril de 2018

Apenas 13% das empresas familiares conseguem chegar até à terceira geração pelo processo de sucessão familiar, segundo dados apresentados durante a palestra “Sucessão e Governança na Empresa Familiar”, ministrada pela palestrante Fabiana Alves, diretora do Rural Banking do Rabobank, durante a 11ª Parecis SuperAgro.

Segundo a palestrante, a governança pode ser uma solução para esse problema, pois traz sustentabilidade e harmonia proporcionando um ambiente adequado e propício para todos. Fabiana também destacou a importância de estar atento aos fundamentos da governança, pois a mesma é um sistema pelo qual a família desenvolve suas relações e atividades empresariais com base no planejamento, transparência e comunicação.

GOVERNANÇA

A palestrante ressaltou ainda que é necessário definir identidade, sonhos em comum, valores, escolhas, um conjunto de regras, acordos e papeis que estabeleçam as relações entre a família, alocar assuntos em fóruns específicos, aperfeiçoar controles e indicadores internos e acima de tudo, promover uma boa escuta. O primeiro para passo para todos esses procedimentos é dimensões, família, propriedade e empresa.

As vantagens desse processo, segundo ela, é a longevidade com visão de longo prazo, um forte comprometimento, excelência operacional, menos burocracia, mais senso de responsabilidade, lealdade e conexão com os funcionários. A falta de governança é o que afeta a complexidade nas relações familiares.

Diante uma público atento, Fabiana reforçou que a segunda geração precisa compreender as regras, pois possuem perfis diferentes. “Se engana quem acha que o filho deve seguir funções determinadas pelos pais, que as escolhas não devem ser respeitadas e muito menos que apenas o convívio diário prepara alguém para ser um sucessor”, declara.

Ao final, Fabiana alertou o público sobre a criação de novas regras para a geração futura. “Aquele modelo antigo de gestão só funciona com os senhores antigos, não adianta acreditar no improvável”, finalizou.

SERVIÇO –A 11ª Parecis SuperAgro – Feira de Tecnologia e Negócios teve início nesta segunda-feira e termina hoje (12.04). O evento é uma realização do Sindicato Rural de Campo Novo do Parecis e do Senar-MT e conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Campo Novo, do Sistema Famato, da Câmara Municipal de Campo Novo, Lindolfo Reinheimer – Fertilizantes Heringer, Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Embrapa, Sindicatos do Chapadão do Parecis e Estância Bahia. A SuperAgro tem como patrocinadores Aprosoja, Astér, Baldan, Parecis Máquinas Agrícolas, Sicoob União, Syngenta, Kiko Tecnologia Agrícola.

 

Acompanhe a SuperAgro também nas redes sociais:

Facebook: facebook.com/parecis.superagro

Instagram: @parecis.superagro

 

Confira a programação do último dia da feira:

DIA 12/04

9h às 13h – Fórum Mais Milho

15h às 16h – Palestra de encerramento “A 4ª revolução industrial e a transformação digital” Palestrante: Gil Giardelli

 

PROGRAMAÇÃO FÓRUM MAIS MILHO

9h – Painel de abertura – O Atual Cenário Econômico e Político do País Com Mauro Zanatta, jornalista e comentarista do Canal Rural

10h – Painel 2 – Etanol de Milho: Cenário Político e Demanda – Com Ricardo Tomczyk, presidente-executivo da União Nacional do Etanol de Milho – UNEM

11h – Painel 3 – Etanol de Milho: Uma Oportunidade Regional – Com Glauber Silveira, vice-presidente Associação Brasileira dos Produtores de Milho – Abramilho

Fotos: Thiago Rocha
Assessoria de imprensa – 11ª Parecis SuperAgro
Pauta Pronta Conteúdo
Cairo Lustoza – (65) 99602-0512 e (66) 99915-5731
E-mail: contato@pautapronta.com.br

Documento sem título